Algumas atitudes podem ajudar a resolver o problema das parcelas atrasadas do financiamento de um imóvel. Saiba quais são elas.

Comprar a casa própria é um investimento super importante e a realização de um sonho! Contudo, também é um investimento caro e que muitas vezes precisa de um financiamento para ser realizado. O financiamento de um imóvel é algo que leva tempo e compromete boa parte da renda, por isso, ele deve ser feito com cuidado.

Mesmo com um certo planejamento, imprevistos podem acontecer e as parcelas podem ficar atrasadas. Se este for o seu caso, saiba algumas atitudes que podem resolver o seu problema.

TENHA UMA RESERVA

Esta dica é para antes de o problema aparecer e pode ser aplicada para qualquer dificuldade financeira, principalmente para o financiamento de um imóvel. Ter uma reserva monetária pode te ajudar muito a evitar problemas maiores com o pagamento. Mesmo que o financiamento seja algo mais utilizado por pessoas que não dispõem de dinheiro imediato, é importante que haja planejamento do investimento econômico nesta empreitada, isso significa que na hora de assinar um contrato tão importante como este, é fundamental que se tenha em mente os possíveis problemas que podem aparecer e a solução para eles.

Um exemplo claro destes problemas é a crise financeira, ela pode significar o desemprego da pessoa que se compromete com o financiamento. Por isso, é indispensável ter um dinheiro emergencial (em uma poupança, por exemplo) que poderá ser utilizado em horas adversas até que tudo volte ao normal.

CORTE AS DESPESAS E SE PLANEJE

Às vezes, a falta de verba para pagar o financiamento é apenas uma questão de mau planejamento financeiro, então é importante que você reveja quais estão sendo suas maiores despesas, o que é mais importante e não pode ser dispensado (comida, água, luz etc.) e que pode esperar para um segundo momento (celular novo, roupas novas, viagens etc.), tendo feito isso, corte o que é dispensável, isso trará uma bela economia mensal.

Planejar seus gastos é o primeiro passo para planejar o pagamento do restante do seu financiamento. Então, quando você se encontrar com problemas para pagar as parcelas, a primeira coisa que deve ser feita é dar um passo para trás e reavaliar o caminho que te levou até aqui, e com base nisso, você poderá planejar seu futuro e a quitação do seu financiamento de forma consciente!

RENEGOCIE COM O BANCO

Se você deseja renegociar suas parcelas, você deve agir com rapidez, não espere até o último momento, pois tal demora pode significar um grande problema para seu financiamento. Então, no momento em que você tomar essa decisão, procure a instituição financeira para renegociar seu financiamento, a negociação pode ir de diversas formas, mas é importante que o mutuário (aquele que financiou) busque em sinergia com o gerente a melhor opção para ambas as partes.

O resultado pode variar, mas é possível que a quantia da entrada seja negociada e o restante seja distribuído posteriormente em parcelas menores. Vale frisar que o banco também deseja que você faça o pagamento e quite o financiamento, então ele poderá oferecer soluções.

VERIFIQUE SEU CONTRATO

Antes de sair desesperado por aí renegociando o financiamento ou fazendo um empréstimo, verifique seu contrato, leia-o com muita atenção para entender bem quais são as cláusulas envolvidas, como foi definido o acordo entre as partes e o que você irá negociar com o gerente do banco. Essa leitura atenta e profunda é importante porque podem haver cláusulas e/ou brechas a seu favor no contrato, um exemplo disso são os seguros que garantem o pagamento em momentos que o mutuário não tem condições financeiras de pagar (se estiver desempregado, por exemplo).

USE O FGTS

O FGTS pode ser uma solução inesperada para resolver seus problemas com o financiamento. O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço possui regras que possibilitam sua utilização para o pagamento de um financiamento, contudo, tal possibilidade não se aplica em qualquer situação. De acordo com as regras, a utilização dele como recurso para quitar as parcelas só pode ocorrer quando houver três cotas sem pagamento. Se este modelo se enquadrar na sua situação, pode te ajudar muito!

VENDA O IMÓVEL 🙁

Mesmo sendo a opção mais triste, é importante lembrar que, se as parcelas atrasadas do financiamento estiverem chegando a uma situação crítica, a venda do imóvel sempre é uma opção. Esta alternativa normalmente representa uma decepção enorme para o mutuário, mas ela não é de todo mal, dependendo na negociação da venda, é possível até mesmo que se receba um valor maior do que foi investido, contudo, se a venda tiver que ser rápida, é possível que o valor do imovel seja diminuido.

De qualquer forma, essa é uma alternativa extrema e que deve ser tomada só quando o mutuário e os envolvidos tiverem certeza plena de sua decisão, ou quando não houverem mais alternativas. Por isso, pense bem antes de ir por este caminho.

Esperamos ter ajudado com relação a sua dúvida.

Agora, você já sabe alguns caminhos que poderá seguir para resolver parcelas atrasadas do financiamento de um imóvel.